Cartucho de Impressora: Qual a diferença entre eles?


De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, divulgada em 28/08, pelo IBGE, existem 12,72 milhões de domicílios com computador no Brasil. Esse valor representa 22% no universo de 54,61 milhões de lares no País.

Diante desse cenário, a impressora que era um equipamento mais utilizado nas empresas também está se tornado uma necessidade para muitos lares. Junto com o crescimento do consumo aparecem os problemas e as dificuldades para comprar os cartuchos das impressoras.

A grande dificuldade do consumidor é conciliar bom preço + qualidade + durabilidade. Para essa fórmula ter um bom resultado é preciso em primeiro lugar entender um pouco mais sobre cartuchos. De acordo com o Acórdão 1033/2007 do Tribunal de Contas da União existem quatro classificações do suprimento:

ORIGINAL- É o cartucho produzido pelo mesmo fabricante da impressora, como Canon, Epson, HP, Lexmark e Xerox. Geralmente, conta com selos holográficos para atestar a garantia dos fabricantes.

COMPATÍVEL – Utiliza matéria-prima nova desde a carcaça, passando pelos circuitos, até a tinta, apesar de não ser produzido pelo fabricante da impressora. Na caixa traz o termo ‘Compatível’, o código do produto dado por seu próprio fabricante, e o código do cartucho original, para facilitar a conversão por parte do usuário.

REMANUFATURADO – Também chamado de recondicionado e reciclado. Para fabricá-lo, são aproveitados cartuchos de tinta e de toner originais ou compatíveis, vazios e em bom estado. Esses cartuchos recebem então uma nova carga de tinta (preta ou colorida). Segundo a Associação Brasileira de Recondicionadores de Cartuchos para Impressoras – Abreci, um cartucho pode ser recarregado, em média, seis vezes.

FALSIFICADO- O popular ‘pirata’ é o que mais incomoda os fabricantes de impressoras e de recondicionados. Tem origem desconhecida e traz a marca do suprimento original em embalagens também falsificadas, para ludibriar o consumidor. Alguns usam embalagens originais, roubadas. Custam pouco menos do que o original. Quase sempre tentam se passar como ‘promoção’.
Entendida a diferença entre os diferentes tipos de cartuchos disponíveis no mercado fica a seguinte questão: Na prática, qual a diferença real entre eles? O resultado de um produto original e equivalente a um compatível, por exemplo? Há vendedores que juram de pé junto que sim, mas como posso ter certeza disso?

Com objetivo de oferecer informações que possam subsidiar a escolha dos consumidores na hora da compra, o Inmetro está analisando, através do Programa de Análise de Produtos, da Diretoria da Qualidade, cartuchos de impressoras coloridas a jato de tinta e para dispositivos multifuncionais que contenham componentes de impressora. Embora análise não seja comparativa, o resultado vai permitir o consumidor conferir os desempenhos dos diferentes tipos de cartuchos e escolher o que melhor atende sua necessidade.

Fique de olho que em breve os resultados estarão publicados aqui no Portal!

About these ads

7 comentários sobre “Cartucho de Impressora: Qual a diferença entre eles?

  1. A grama da tinta para cartuchos é mais caro que ouro em pó, equivale ao preço do diamante.
    A impressora custa bem menos que um cartucho.
    Qual a causa desse fenômeno, teia alguma explicação?
    O governo não poderia intervir nessa ladroeira?

  2. Concordo plenamente com o comentário do Basílio! Como pode o cartucho, considerando seu peso, ser mais caro que uma impressora? Não há nada que se possa fazer?

    • Prezado José Eduardo,
      Em breve o resultado da análise será divulgado e publicaremos uma matéria discutindo os resultados.
      Um abraço.
      Bianca Reis

  3. Esta pagina parece como ? compativel,remanufaturada,pirata ou será que é original.
    Entendo que o culpado imediato pela falta de ética no mercado BRASILEIRO é resultado da ignorancia PESSOAL de seus consumidores,vejo isso quando vou comprar equipamentos eletronicos fora do país , o japones fala que tem produto original primeira linha com nota e certificado de procedencia , o chines diz que seu produto é ” igualzinho ” ao japones só não tem marca e custa 1 centavo mais barato.
    Se coloco os dois na prateleira para venda e informo todas as caracteristicas do produto japones sou IGNORADO e em minutos o produto chines ou paguayo desaparece.
    PERGUNTO…. DE QUEM É A CULPA ?????

  4. Mto interesante as informações.

    Sei que existe a possibilidade da emissão de laudo para comprovar a qualidade de um cartucho compatível.

    Gostaria de saber se existem instituições, labaratórios idôneos e reconhecidos para emissão desse laudo.

  5. como se deve proceder para que eu possa ter o selo do inmetro no meu cartucho remanufaturado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s