Descarte pilhas e baterias


ssim como a Mafalda, personagem argentina da década de 60, muitas pessoas não sabem como é realizado o descarte de pilhas e baterias e acabam fazendo de forma incorreta. De acordo com o artigo 33 da Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, publicada em agosto deste ano, todos os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de pilhas e baterias, terão que arcar com a responsabilidade de ter pontos próprios para recolhimento desse material usado para fazer o descarte ambientalmente correto, independente do serviço público de limpeza.
Sendo assim, os consumidores devem fazer a devolução diretamente aos fabricantes ou aos comerciantes que farão o reenvio para ao produtor. Cabe ao fabricante escolher a forma que será divulgada a informação sobre recolhimento, mas, geralmente, estes dados são publicados no site da empresa.
Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica – Abinee, nesta ultima sexta-feira (06), nos informou que por ano são comercializadas aproximadamente 1 bilhão e 200 milhões de pilhas. A entidade acredita que para que haja diminuição do descarte incorreto dessa grande quantidade é preciso que o consumidor tome conhecimento dos malefícios e o do prejuízo que isso pode gerar não só para a sociedade atual, mas, também, para a geração futura. “Por essa razão, a Abinee em futura parceria com diversos fabricantes, vão investir em levar informação a uma grande parte de consumidores sobre o descarte correto, através de campanhas”, afirma José Carlos assessor de marketing da Abinee.
Umas das possibilidades, é que fabricante em parceria com a Associação ofereça pontos de coleta de pilhas/baterias nos locais de venda, assim, quando houver compra de uma nova pilha/bateria, o consumidor pode levar as pilhas usadas para que o fabricante possa realizar todo o procedimento de descarte de acordo com a lei.


E-lixo é qualquer tipo lixo eletrônico, incluindo pilhas e baterias, que  estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia. No que se refere às pilhas e baterias, tal como outros lixo dessa natureza, o descarte correto é de suma importância, pois sua composição contém elementos tóxicos que são nocivos a saúde e ao meio ambiente, uma vez que sua decomposição pode levar cerca 500 anos.

Depois da instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos, misturar pilhas/baterias e afins no lixo comum é proibido. Essas medidas foram tomadas para que possamos no futuro gozar de um ambiente livre de ameaças.

Assim como a Mafalda, personagem argentina da década de 60, muitas pessoas não sabem como é realizado o descarte de pilhas e baterias e acabam fazendo de forma incorreta. De acordo com o artigo 33 da Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, publicada em agosto deste ano, todos os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de pilhas e baterias terão que arcar com a responsabilidade de ter pontos próprios para recolhimento desse material usado para fazer o descarte ambientalmente correto, independente do serviço público de limpeza.

Sendo assim, os consumidores devem fazer a devolução diretamente aos fabricantes ou aos comerciantes que farão o reenvio para ao produtor. Cabe ao fabricante escolher a forma que será divulgada a informação sobre recolhimento, mas, geralmente, estes dados são publicados no site da empresa.

Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica – Abinee, nesta ultima sexta-feira (06), nos informou que por ano são comercializadas aproximadamente 1 bilhão e 200 milhões de pilhas. A entidade acredita que para que haja diminuição do descarte incorreto dessa grande quantidade é preciso que o consumidor tome conhecimento dos malefícios e o do prejuízo que isso pode gerar não só para a sociedade atual, mas, também, para a geração futura. “Por essa razão, a Abinee em futura parceria com diversos fabricantes, vão investir em levar informação a uma grande parte de consumidores sobre o descarte correto, através de campanhas”, afirma José Carlos assessor de marketing da Abinee.

Umas das possibilidades prevista nessa campanha  é  oferecer  pontos de coleta de pilhas/baterias nos locais de venda, assim, quando houver compra de uma nova pilha/bateria, o consumidor pode levar as pilhas usadas para que o fabricante possa realizar todo o procedimento de descarte de acordo com a lei.

► Conheça alguns os pontos já existentes no Brasil
de recolhimento de lixo eletrônico:.

Banco Real
Drogaria São Paulo
Sony
Nokia
Motorola
TIM
Claro
Vivo
Mundo Verde

SP
USP Recicla
ZF Sachs do Brasil
Ecolmeia
Sucatas.com (bairro de Fátima)
Prefeitura Municipal de Caçapava

SC
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
Prefeitura de Passos Maia

RJ
Cestas verdes da Comlurb
Prefeitura de Petrópolis

MG
Prefeitura de Inconfidentes
Cólegio dos Jesuitas

DF
Comércio de Rio Branco

[Fonte: Ecolméia]

Por:  Bianca Reis e Thaís Vinhas (estagiária)

About these ads

3 comentários sobre “Descarte pilhas e baterias

  1. Sinto-me na obrigação de falar sobre o nosso descuido com o meio ambiente, nossa displicência e insensatez, pois pensamos que tudo o que está ocorrendo com a natureza é consequência de quê? Estações totalmente misturadas, calor em excesso, frio em excesso, tudo diferente, além das geleiras estarem derretendo.
    Temos que acelerar nosso socorro à natureza enquanto ainda nos resta um esperança de que nossos netos tenham o direito de respirar o ar que merecem.
    Sugiro que nos unamos e façamos projetos para as populações de todos os estados brasileiros, colocando até multa para quem não colaborar com essa idéia.

    • Gostei da sua iniciativa em se manifestar publicamente, eu ainda acrescentaria mais alguns itens no seu comentário; todo estabelecimento em qualquer ramo de negócio teria a obrigatóriedade de receber de volta os descartes de produtos e seleciona-los para envio das reciclagens. E visto que agora é lei não poder existir lixões e sim aterros sanitários, toda prefeitura deveria ser obrigada a instalar uma unidade recicladora com a participação dos governos estaduais e federal pois assim gerariamos mais empregos e poupariamos as nascentes dágua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s