Publicidade enganosa e abusiva – Como identificá-las?


De acordo com alguns teóricos da comunicação as publicidades não vendem só o produto, mas estilos de vida. Consumimos, através dos produtos e serviços dinamismo, elegância, poder, virilidade, feminilidade, erotismo, refinamento, segurança, etc.

Nesse sentido, comprar um produto é equivalente a mergulhar nesse universo mágico cheios de significados.  Nesse mundo de promessas o que é enganoso e o que é abusivo? O que o Código de Proteção e Defesa do Consumidor – CDC diz sobre Publicidade enganosa e abusiva?

De acordo com os artigos Arts. 30, 35, 36, 37 e 38 do CDC que tratam sobre publicidade:

A Publicidade enganosa é a que contém informações falsas e também a que esconde ou deixa faltar informação importante sobre um produto ou serviço.

Estas informações podem ser sobre: características; quantidade; origem; preço; propriedades.

Uma publicidade é abusiva quando gerar discriminação; provocar violência;  explorar medo ou superstição;  aproveitar-se da falta de experiência da criança; desrespeitar valores ambientais;  induzir a um comportamento prejudicial à saúde e à segurança.

O Código ainda determina que tudo o que for anunciado deve ser cumprido, exatamente como foi anunciado. As informações das publicidades – popularmente conhecidas como propaganda – fazem parte do contrato.

Entretanto, é preciso ter certa cautela em relação à interpretação sobe publicidade enganosa e não fazer uma leitura com muita rigidez do que é enganoso. È preciso lembrar que a linguagem da publicidade é direcionada para aguçar o imaginário, o desejo e as expressões exageradas, como “a melhor”, “a mais bonita”, “o mais forte” visam dar uma conotação mais qualitativa ao produto, não obrigando – até por uma questão de bom senso – o fornecedor.

Sendo assim, o importante é estar alerta e toda vez que se sentir vítima de uma publicidade enganosa ou abusiva o mais indicado é procurar o Procon mais próximo de sua residência e fazer uma denúncia para o Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária – CONAR, através do endereço (http://www.conar.org.br/).

About these ads

8 comentários sobre “Publicidade enganosa e abusiva – Como identificá-las?

  1. Bom dia Srs., gostaria de uma informação. No mês de novembro fiz assinatura de uma revista por telefone, na qual dizia que quem a assinasse teria direito a uma bolsa tipo carrinho. Fiz a mesma para dar a bolsa para minha filha. Só que até hoje não recebi este brinde e, quando ligo eles dão uma desculpa, dando-me um novo prazo para recebê-la. Isto se constitui em propaganda enganosa? Possa ir ao procon da minha cidade fazer esta denúncia,
    de propaganda enganosa? Aguardo uma resposta,. Atenciosamente,
    Rosanne Cristina

  2. Desde que comprei o colchão da Sealy,mando para a fábrica,eles arumam,volta,fico mais 06 meses dormindo bem e depois volta o pesadelo,

    Solicitei novamente a assistencia veio um técnico que só lhou e disse que estava perfeito,como é possível detectar algo somente olhando ?

    Já entrei no Procon,mas a situação piorou,pois no Procon pedi meu dinheiro de volta já que o produto apresenta vícios,agora tenho que esperar a audiencia,enquanto isso fico dormindo muito mal,vou abrir um processo também,mas até que tudo se resolva continuo dormindo mal e o pior a empresa continua vendendo um produto que não condiz com o que é mostrado…trata-se de uma propaganda enganosa o que o Imetro pode fazer ?

  3. Fiz uma assinatura de tv (SKY) no qual a vendedora me vendeu um pacote por 69,90que hoje fiquei sabendo que ele é 108,00, insatisfeita canselei a assinatura e a atendente falou que teria uma multa de 549,00 por quebra de contrato que seria de 12 meses, mas quando eu fiz a adesão eu não sabia disto. eu não assinei nenhum contrato só uma ordem de serviço quando foi feita a instalação que faz hoje 1 mês. O que devo fazer?

  4. Grazziella procura o Procon. Só poderia pagar a multa se estivesse escrito no contrato, se não está escrito não é quebra de contrato e muito menos quando não tem nem contrato.

  5. sempre compro suco de caixinha,da marca soyos da sufresh que sempre foi de um litro e nessa semana eu comprei e estava impresso na embalagem os seguintes dizeres:grátis 100ml.pague 900 e leve 1000ml o que é uma tremenda de uma mentira.porque sempre foi embalagem de um litro e além disso o preço é o mesmo ,e em outros mercados até mais caro .como denuncio esta empresa, este abuso etc…etc…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s