Pesadelo das Dietas


Com os avanços da medicina, descobriu-se que o excesso de gordura pode prejudicar seriamente a saúde. A partir da década de 60 até os dias de hoje, o corpo magro é exaltado com símbolo de saúde e beleza em propagandas, filmes, novelas, revistas e etc. A busca incessante para se livrar das consideradas “temíveis gordurinhas”, virou meta de muitos. Hoje é possível encontrar uma receita para ficar em forma facilmente em revistas, sites, blogs, jornais impressos, programas de TV, entre outros que dão dicas de saúde.

A urgência e a velocidade são as palavras que marcam a sociedade contemporânea. Logo, para ficar em forma também não poderia ser diferente e com isso crescem as dietas milagrosas para a perda de peso com rapidez. Entretanto,  nutricionistas afirmam que sem orientação essas dietas podem ter efeito não esperado.

As dietas em geral caíram no gosto popular, algumas são conhecidas através de nomes, como a dieta da lua, dieta da água, dieta das letras, tipo sanguíneo. .. A preocupação dos especialistas é que muitas limitam excessivamente o cardápio diário e ao retirar bruscamente alguns alimentos, pode abalar o equilíbrio alimentar e colocar em risco a saúde da pessoa. Essas dietas não têm função em longo prazo e quando terminam a pessoa tem grande probabilidade de recuperar os quilos perdidos, ao retornar aos seus antigos hábitos. Para emagrecer com saúde é necessária a reeducação alimentar, assim o novo modo de comer é integrado aos poucos para que organismo tenha melhor adaptação, explica Jocelem Salgado, professora de nutrição da Universidade de São Paulo (USP).

A Pesquisa do Hospital do Coração de São Paulo (Hcor) revela que ser magro não é sinônimo de saúde, no estudo realizado com modelos com faixa etária de 14 à 24, foi descoberto que, a maioria, além de uma vida sedentária, tinha alimentação inadequada e mais de 20% de gordura corporal, superior ao recomendado, e alguns apresentavam quadro de desnutrição. O corpo que fica sem nutrientes sofre grandes danos, afirma Ellen Simone Paiva, do Centro Integrado de Terapia Nutricional.

O ideal é fazer uma avaliação com o nutricionista que é o profissional que pode montar e monitorar uma dieta. O nutricionista não é um médico, é um especialista em alimentação, por isto, não pode receitar medicamentos, poderá apenas ser indicados suplementos (vitaminas, proteínas etc.) e fitoterápicos ( chás, extratos e tinturas ) para o paciente, de acordo com o Conselho Federal de Nutricionistas. Jocelem Salgado, afirma que a melhor arma contra o ganho de peso é a reeducação alimentar. A dieta ideal é aquela que visa, de forma harmoniosa, atender às necessidades do corpo para que haja a distribuição do peso corporal adequado.

Bianca Reis
Thaís Vinhas – Estagiária

__________________________________________________________________

Conheça a pirâmide alimentar.

Funciona como um guia para uma alimentação saudável, mas se a meta é perder peso, consulte seu médico e/ou nutricionista.

Acesse aqui para entender melhor a Pirâmede Alimentar.

Na base da pirâmide está a prática de atividades físicas. Nenhuma alimentação é totalmente efetiva na prevenção de doenças quando não está aliada a uma vida ativa.
As gorduras passaram a ter um papel de destaque na dieta, em especial as gorduras saudáveis mono e poliinsaturadas, encontradas em óleos vegetais, peixes, castanhas e nozes.
Os carboidratos continuam em destaque, mas é enfatizada a escolha de carboidratos integrais, em detrimento de suas versões refinadas.
Frutas e verduras são fontes diversificadas de fibras, sais minerais, vitaminas e outras fitosubstâncias com potencial de prevenção várias doenças.
A inclusão de castanhas, nozes, amêndoas e amendoins na alimentação são estimulados, pois são excelentes fontes de proteínas, gorduras saudáveis, vitaminas e sais minerais.
As proteínas constituem parte importante de uma dieta, entretanto, ressalta-se a escolha de fontes de proteínas saudáveis, ou seja, aquelas que estejam associadas a gorduras saudáveis ou menor quantidade de gorduras saturadas. Neste caso, os melhores exemplos são os peixes.
O consumo de leite e derivados deve ser moderado, principalmente,  pela gordura saturada que vem junto com estes alimentos.
Ao final, encontram-se os grandes vilões, que devem ser consumidos com moderação ou mesmo evitados:
• Alimentos ricos em gorduras trans: Alimentos industrializados que contenham gordura vegetal hidrogenada, incluindo diversas margarinas, bolachas, bombons, pães, sorvetes. Observar os ingredientes,  é essencial para fazer escolhas saudáveis.

• Alimentos ricos em gorduras saturadas: Carnes vermelhas são os grandes representantes desta classe, mas aqui também estão incluídos a manteiga, o leite e seus derivados.

• Alimentos ricos em carboidratos refinados: Açúcar, massas e pães feitos com farinha branca, ou seja, refinada e destituída de todas as suas fibras e vitaminas originais.

Fonte: Banco de Sáude

___________________________________________________________________________

Bianca Reis
Thaís Vinhas – Estagiária

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s