Etiquetas Têxtil – Você Considera Importante?


As etiquetas presas nas roupas e em quaisquer tecidos são tão importantes quanto os rótulos nos alimentos. Assim como os rótulos, as etiquetas são a principal fonte de informação sobre a roupa que você está comprando, ela é um excelente instrumento para auxiliar sua decisão de comprar e não correr o risco de levar para casa “gato por lebre”.

De acordo com o Inmetro as roupas disponíveis no mercado consumidor devem ter, obrigatoriamente, o nome ou razão social ou marca registrada, CNPJ ou CPF; país de origem; composição têxtil; tratamento de cuidado para conservação e indicação de tamanho ou dimensão.

Uma pesquisa divulgada no “Bom Dia Brasil”, da Rede Globo de Televisão, que foi ao ar no dia 28/10, mostrou que 77% dos consumidores brasileiros cortam as etiquetas antes de estrear as roupas.

Cortar a etiqueta significa descartar todas as informações sobre a maneira correta de lavar, secar e passar. A Advogada Juliana Azevedo, da Divisão de Orientação e Incentivo à Qualidade do Inmetro, lembra que o CDC prevê direitos e deveres para os consumidores e que, a ausência de observação, por parte do consumidor, das etiquetas que contém informações sobre a composição e conservação extingue a responsabilidade civil do fornecedor.

Conforme artigo dos Adelgício Leite, Engenheiro Têxtil, e Vanderlei Oliveira dos Santos, Mestre em Ciências, da Divisão de Verificação da Conformidade – DIVEC/Inmetro, as etiquetas de todos os produtos têxteis, desde setembro do ano passado,  estão sendo produzidas conforme novo Regulamento Técnico Mercosul sobre Etiquetagem de Produtos têxtil. As principais mudanças trazidas por esse novo regulamento foram: incluir a “dimensão” para os produtos da linha cama , mesa, banho  e a identificação fiscal para abrangência aos autônomos (CPF).

De acordo com a Abravest, a partir do ano que vem as etiquetas vão trazer também informações sobre as medidas da peça, como a largura da cintura. Essa medida faz parte de um processo de padronização do tamanho das roupas, que está sendo implantado no país.

As indicações de conservação das  roupas podem vir por desenhos, textos ou os dois. Mas de acordo com o Instituto de Pesos e Medidas, o órgão que fiscaliza o cumprimento da lei, 95% das confecções preferem adotar os símbolos, uma linguagem universal em vários países, mas que na prática ainda causa confusão nos consumidores.

Uma enquete publicada no site Portal do Consumidor publicada no ano de 2008 evidenciou que 74% dos participantes não entendem as etiquetas de conservação das roupas.

Dessa forma, é preciso estar atento aos principais símbolos-  NBR 8719  – que indicam as formas de conservação. Esse conjunto de símbolos e a combinação entre eles expressam  a maioria das informações que você precisa saber sobre a sua roupa. Veja se você os reconhece.

 

 

One comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s