Inmetro Analisa Nuts (castanha de caju e do pará, nozes, macadâmia, amêndoa, amendoim e avelã)


Usados para “beliscar” nas festinhas  e recepções e um muitas receitas de doces e salgados, principalmente nas festas de fim de ano, os grãos e as sementes  oleaginosos, conhecido popularmente como Nuts,  foram testadas pelo  Inmetro. Usa-se a expressão oleaginosa para esses produtos porque eles têm um teor de óleo acima de 30%, 35%, explica a engenheira de alimentos Ana Rauen.

Elas trazem diversos benefícios para a saúde e por essa razão aparecem com frequência nos cardápios das dietas saudáveis.  Entre os principais benefícios,  podemos citar o controle da glândula tireóide, o bom funcionamento dela,  o efeito protetor para o coração e a melhora na pressão arterial, enumera a nutricionista funcional Patricia Augstroze.

Entretanto, se você está buscando controlar o aumento de peso ou o teor de colesterol é preciso ficar atento. Na análise feita pelo  Inmetro verificou-se que a diferença de gordura entre as oleaginosas pode variar em até 45% .

No que se refere às calorias, foi possível verificar que e a mais light de todas é a castanha de caju. “Light”, aqui, significa apenas menos calórica, pois em cem gramas de castanha do caju, 48 são pura gordura. Depois vem o amendoim, a amêndoa, a avelã, as nozes, a castanha do Pará e por último, a macadâmia que cada cem gramas, tem quase 70% são gordura e 623 calorias. Sendo assim, “você está consumindo em um pacotinho de macadâmia quase toda a gordura que você tem que consumir por dia”, ressalta Juliana Caribé, responsável pelo Programa de Análise de Produtos do Inmetro.

Por outro lado, cabe destacar que boa parte dessa gordura faz bem. “A macadâmia tem bastante gordura insaturada. As gorduras insaturadas são benéficas para o organismo porque reduzem o colesterol ruim sem reduzir o colesterol bom”, explica Juliana. Mas na avaliação de gordura insaturada, o primeiro lugar ficou com as nozes, conforme gráfico abaixo.

insaturadas

O Inmetro também mediu a quantidade de gordura saturada nas oleaginosas e o resultado foi preocupante. “A gordura saturada é muito prejudicial para o coração porque pode aumentar o colesterol ruim e baixar o bom, isso faz com que a longo prazo o paciente sofra um risco eminente de sofrer um infarto, um AVC, algum tipo de doenças cardiovascular”, aponta a nutricionista Patricia.

A campeã nessa gordura que aumenta o colesterol ruim foi a castanha do Pará. O resultado  ultrapassou os valores diários recomendados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, então é necessário consumir com moderação, recomenda a técnica do Inmetro. Para quem tem problema com o colesterol, as melhores opções são as amêndoas, as avelãs e as nozes. Conforme, demonstra gráfico abaixo.

saturados

Se você se animou com os resultados das análises e os benefícios dos Nuts, principalmente os que são ricos em gorduras instauradas, e pretende consumir com com frequência o principal conselho é não exagerar. Um punhadinho por dia está de bom tamanho. Outra dica é evitar que estas oleaginosas sejam salgadas ou tostadas. Prefira as cruas e guarde-as na geladeira quando chegar em casa, orienta a nutricionista.

Veja o relatório do Inmetro completo com os produtos analisados

4 comments

  1. Gostei…pois muitas pessoas acham que os alimentos saudaveis podem ser comidos sem controle…bjos e muita responsabilidade na hora de se alimentarem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s