Veículos X Enchentes – O que fazer?


carroseguro

Todos os anos, muitas cidades brasileiras, em especial das regiões Sudeste e Sul do país, sofrem com as consequências das chuvas e alagamentos. As enchentes deixam um rastro de destruição na cidade e nos patrimônios das famílias.

No Brasil, há um grande número de pessoas que tem seguro de automóveis. Entretanto, ao contratar um seguro poucos observam as cláusulas do contrato relativo à cobertura em caso de alagamentos e enchentes. Por determinação da Superintendência de Seguros Privados (Susep), todos os planos de seguro básico com cobertura contra colisão, incêndio, e roubo devem se responsabilizar também por submersão total ou parcial do veiculo, mesmo que esteja estacionado. Já a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenaSeg) diz que seguro básico deve cobrir até queda de árvore, poste ou muro.

Pensando em orientar os consumidores nesse sentido, reunimos algumas dicas da  Revista Consumidor Teste nº 173,  de junho de 2013:

Nestes casos “naturais”, não é preciso fazer Boletim de Ocorrência. Mas um bom conselho é tirar fotos dos estragos causados pelas chuvas, enchentes ou mesmo das árvores que caíram em cima do automóvel. “As fotografias não são obrigatórias, mas são uma segurança a mais para o cliente que quer comprovar os danos ao veículo”, diz a FenaSeg.

O que fazer quando o seu carro é destruído em alagamentos ou enchentes?
Primeiro passo é entrar em contato com a seguradora, que irá orientar sobre as providências que devem ser tomadas. Por exemplo, se foi possível ligar o veiculo, o motorista será informado de como proceder e para onde levá-lo. Caso o contrário a seguradora tem que enviar um guincho credenciado para resgatá-lo.

Feito o resgate, o veiculo será levado para uma oficina credenciada para vistoria e apuração dos danos. Se os prejuízos somarem 75% do valor do veiculo, geralmente a seguradora considera perda total. Nesse caso, o cliente deve verificar o que diz o contrato. Caso a Companhia opte por consertar o veículo, é importante que o consumidor exija o orçamento com a relação de todos os itens que serão trocados, assim como o prazo de devolução do carro, conforme o Código de Defesa do Consumidor.

Para evitar prejuízos ao contratante, a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, orienta:

* checar se o corretor e a seguradora possuem registro na Susep. Isto pode ser feito pelo telefone 0800-218484 ou pelo site www.susep.gov.br. Para saber se a empresa tem reclamação fundamentada no Procon-SP o telefone é 3824-0446 ou no procon mais perto da sua casa. Veja a lista de Procons em nosso site.

Colaborador: Luiz Carlos Rodrigues (estagiário do Portal do Consumidor).

Fonte: Revista Consumidor Teste – Edição Julho de 2013

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s