Eletrodomésticos mais silenciosos e com novo selo do Inmetro


Quem nunca teve que fechar toda casa, principalmente de manhã cedo, quando grande parte das pessoas ainda está dormindo, para ligar o liquidificador ou para secar o cabelo?

Verificar a eficiência energética de um produto já é um hábito do consumidor. Entretanto, olhar o nível de ruído emitido por ele ainda não é uma atitude que esteja incorporada nas práticas de consumo da sociedade, pois muitas pessoas  não sabem que também existe uma classificação de ruído para eletrodomésticos. Em função disso, apesar de ser um requisito importante, esse elemento ainda não é um critério para escolher o eletrodoméstico que o consumidor levará para casa.

 Mas, a partir do ano que vem, o selo será modificado pelo Inmetro e o novo modelo deve vir obrigatoriamente em três dos eletrodomésticos que mais emitem sons: os secadores de cabelo, liquidificadores e os aspiradores de pó. A Portaria nº 388/2013, publicada pelo Instituto,  além de avaliar quanto à segurança elétrica, vai classificar os decibéis de ‘1’ (mais silencioso) a ‘5’ (menos silencioso), no âmbito do Programa Brasileiro de Etiquetagem – PBE cujo selo tem boa aceitação e é de fácil compreensão para a sociedade.

 De acordo com o responsável pelo Plano Brasileiro de Etiquetagem – PBE, Marcos Borges, apesar de já haver um selo identificando o nível de ruído dos aparelhos, o Inmetro recebe muitas reclamações sobre o excesso de barulho que eletrodomésticos que emitem quando ligados. Sendo assim, visando orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos e estimular os fabricantes a produzirem produtos com níveis de ruídos cada vez menores, a partir de 20 de fevereiro de 2014, os três eletrodomésticos deverão ser fabricados e importados somente de acordo com as novas regras. O Inmetro controlará as importações e impedirá a entrada de produtos irregulares. Para o comércio, o prazo vai até 20 de agosto de 2016, quando o Instituto exercerá a fiscalização por meio dos seus órgãos delegados nos estados – os Institutos de Pesos e Medidas (Ipems).

 Nos próximos dois anos, o Inmetro em parceria com o Ibama vai estudar a implantação da classificação sonora para outros eletrodomésticos como,  por exemplo, as máquinas de lavar e os aparelhos de ar condicionado.

Essa medida é extremamente importante, considerando que o nosso cotidiano é marcado por buzinas, barulho de obras, música alta, barulho do trânsito, entre outros, e, segundo especialistas, a poluição sonora, pode causar distúrbios no sono, surdez, estresse, ansiedade, falta de concentração, dores de cabeça, distúrbios digestivos e, até, aumento da agressividade. Sendo assim, um barulho a menos é muito bem vindo.

 Veja o novo modelo de selo:

selo-barulho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s