O que você faz com o seu lixo eletrônico?


lixoeletronico2De acordo com um estudo publicado em dezembro de 2013 pela Universidade das Nações Unidas – UNU, a produção de lixo eletrônico no mundo todo alcançou quase 49 milhões de toneladas métricas, sete quilos por cada habitante do planeta, no ano de 2012.  Para 2017 o número aumentará 33%, alerta o Estudo.

Os  lixos eletrônicos não podem ser descartados no lixo comum porque têm substâncias tóxicas como mercúrio, chumbo, cádmio, belírio, arsênio, pvc e BRT que geram impactos negativos ao meio ambiente e à saúde. Entres os diversos danos à saúde humana os distúrbios no sistema nervoso, problemas nos rins, pulmões, cérebro e envenenamento, são as mais freqüentes.

Uma pesquisa realizada pelo Instituo Brasileiro de Defesa do Consumidor – IDEC em parceria com o Instituto Market Analysis, especializado em pesquisas, identificou que  a maioria dos aparelhos eletrônicos  usados costumam ser doados, vendidos  ou são guardados em casa e só uma pequena parcela dos entrevistados optam pelo descarte.

lixoeletronico 1

Na opinião do pesquisador do Idec, João Paulo Amaral, a doação e o acúmulo dos produtos fora de uso em casa é resultado da falta de informações corretas sobre o descarte adequado do lixo eletrônico que não é feita nem pelas empresas que fabricam os produtos nem pelo governo. Por outro lado, o especialista destaca que essa postura por parte dos entrevistados demonstra uma atitude responsável e consciente da maioria dos consumidores.

Cabe destacar que segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, os fabricantes de algumas categorias de produtos, entre eles os de aparelhos eletroeletrônicos, serão responsáveis pelo recolhimento, pela reciclagem e pela destinação adequada de seus produtos. Apesar de a PNRS já ter sido aprovada há mais de três anos, a logística reversa ainda não existe ainda hoje e não há previsão para começar a funcionar, uma vez que os acordos do setor de eletroeletrônicos para colocar a medida em prática ainda não foram finalizados.

O ideal seria que os aparelhos que não estão sendo utilizados fossem destinados a reciclagem. Entretanto, os especialistas que conduziram a pesquisa  reconhecem que encontrar postos  de coletas para esse tipo de lixo é muito raro. A sugestão é procura bancos e supermercados  que fazem esse tipo de coleta  e encaminham para recicladoras  e cooperativas que atuem nesse segmento. Outra alternativa sugerida pelo consultor ambiental, Felipe Andueza, ouvido pelo Idec, é buscar  informações com o Serviço de Atendimento ao Consumidor –SAC do fabricante, “… pois, se o número de pessoas interessadas em descartar seu lixo eletrônico aumentar, os fabricantes podem se sentir pressionados a tomar uma atitude. É uma forma de fazermos a nossa parte
Para apoiar o cidadão nessa tarefa difícil de descarte de produtos eletrônicos usados, reproduzimos abaixo dicas de pontos de coleta no Brasil, publicadas no Blog  do Ministério do Meio Ambiente:

  • Este site faz um mapeamento dos pontos de coleta de eletrônicos no Brasil. Caso queira saber o ponto mais próximo de sua casa ou cadastrar um ponto que conheça acesse: http://www.e-lixo.org/
  • A “ Império Sucatas Recicladora de Lixo” opera em Brasília e recebe todos os tipos de lixo eletrônico para reciclagem, como informática, telefonia, eletrodomésticos etc. Os aparelhos sucateados são desmontados e seus componentes serão enviados para empresas mineradoras, dando um destino correto a esses resíduos. Contatos: (61) 9653-3062 ou (61) 9240-5069 / imperiosucatas@yahoo.com.br William Sancler
  • CEDIR – Centro de Descarte e Reuso de Resíduos de Informática da USP – Universidade de São Paulo
    Os interessados devem agendar a entrega do seu lixo eletrônico por meio do nosso Help Desk, pelos telefones 3091-6454, 3091-6455, 3091-6456 – horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 18h00 ou pelo e-mailconsulta@usp.br
    Para maiores informações sobre o CEDIR e dúvidas a respeito do projeto de sustentabilidade envie e-mail paracedir.cce@usp.br
  • Prefeitura Municipal de Américo Brasiliense/SP – Tel (16) 3392 1083
    Depto Água, Esgoto e Meio Ambiente – DAEMA (Rua Joaquim Afonso da Costa, 284 – Centro)
    Loja ABCel (Rua Joaquim Afonso da Costa, n°297)
    EMEF “Virgilio Gomes” (Rua Fernando Prestes, n°463)
    EMEF “Américo Roncalli” (Avenida Secondo Della Rovere, n° 595)
    Palacete “Benedito Nicolau de Marino” – Prédio Central da Prefeitura Municipal de Américo Brasiliense (Avenida Eugenio Voltarel, n° 25)
    Depto de Educação e Cultura (Avenida Nove de Julho s/n)E serão mais pontos até o final do ano, cerca de mais de 15 pontos na cidade e municípios vizinhos.
  • No site Made in Forest você pode descobrir os pontos de coleta próximos e por tipos de materiais: http://www.madeinforest.com/

Você conhece algum ponto/posto de coleta? Então compartilhe conosco!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s