Crianças e as novas tecnologias


criançaeasnovastecnologiasOs aparelhos tecnológicos fazem parte da nossa vida e no mundo contemporâneo é impossível viver sem utilizá-los. Os ganhos e as possibilidades que as novas ferramentas trouxeram para a sociedade são inegáveis e o uso desses equipamentos tem começado cada vez mais cedo na vida das pessoas.

Pesquisas afirmam que as novas tecnologias podem contribuir para o desenvolvimento e promover a aprendizagem das crianças. Por outro lado, a utilização excessiva tanto no ambiente escolar como em casa podem favorecer  novos riscos à saúde para a geração da era digital. Essa é a opinião da Médica Psiquiatra pela UERJ, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Neurologia e Neurociências da UFF, Evelyn Eisenstein, e da Presidente do Instituto Integral do Jovem INJO, Susana Estefenon. Em artigo publicado na Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, ambas afirmam que a exposição exagerada à  internet, ao telefone celular, tablets e outros equipamentos podem causar transtorno de sono, hábitos sedentários, queda do rendimento escolar, fadiga ocular, entre outros problemas.

Sendo assim, reunimos algumas recomendações citadas por essas especialistas e outras pesquisas sobre o tema para que as crianças possam usufruir melhor dos benefícios das novas tecnologias.

  • Defina horários para que as crianças usem o computador, videogame, celulares e tablet.
    No intuito de assegurar um futuro sustentável para todas as crianças,   Cris Rowan, terapeuta ocupacional pediátrica e autora de Virtual Child, o Dr. Andrew Doan, neurocientista e autor de Hooked on Games, e a Dra. Hilarie Cash, diretora do Programa reSTART de Recuperação da Dependência da Internet e autora de Vídeo Games and Your Kids desenvolveram algumas diretrizes para o uso de tecnologia para crianças e adolescentes com contribuições da Academia Americana de Pediatria e da Sociedade Pediátrica Canadense. No estudo publicado na revista Exame Info, eles recomendam  o tempo de uso considerado “saudável” para  cada tipo de tecnologia de acordo com a faixa etária, conforme tabela abaixo.

cincatecnoll

  •  Procure deixar o computador em áreas comuns da casa, evitando que o equipamento se localize no quarto da criança ou do adolescente e estimule atividades que não inclua os aparelhos, passeio ao ar livre, prática de esporte, entre outras.
  • Pesquise e busque manter-se informado sobre os sites mais apropriados de acordo com o desenvolvimento e a maturidade de cada um. Aproveite oportunidades de palestras em escolas ou conversas com amigos sobre a importância da supervisão constante e a proteção sobre os perigos da rede;
  •  Estabeleça regras e limites bem claros para a entrada e permanência em salas de bate-papo e serviços de mensagens eletrônicas. Alerte as crianças e os adolescentes sobre o envio de fotos e informações particulares para pessoas desconhecidas;
  • Use filtros de segurança e sistema de segurança on-line atualizado, com bloqueadores de mensagens proibidas ou inseguras para crianças e adolescentes;
  • Ficar atento aos sinais de riscos e características do uso impróprio, exagerado ou doentio do computador e de outras tecnologias, especialmente aos problemas de abuso, pornografia, pedofilia ou exploração comercial sexual de crianças e adolescentes;
  •  E caso a criança ou adolescente receba qualquer mensagem esquisita, amedrontadora, obscena, humilhante, inapropriada ou que contenha imagens ou conteúdo pornográfico, denuncie no disque 100 ou denuncia.org.br.

 É permitida a reprodução parcial ou total deste material desde que citada a fonte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s