Está endividado? Veja algumas dicas para administrar melhor seu orçamento.


EducfinanceiraSegundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) realizada pela Confederação Nacional do Comércio – CNC, o percentual de famílias que relataram ter dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguros subiu de 59,6% em março para 61,6% em abril deste ano. Mas ficou abaixo do patamar do mesmo período de 2014, quando a taxa era 62,3%.  Acompanhando a alta do percentual de famílias endividadas, a proporção de famílias com dívidas ou contas em atraso também aumentou na comparação mensal, passando de 17,9%, em março, para 19,7% do total em abril de 2015.

O cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 75,0% das famílias endividadas, seguido por carnês, para 16,9%, e, em terceiro, por financiamento de carro, para 14,0%.

Utilizar o cartão de crédito para pagar todas as contas pode ser muito cômodo e trazer alguns benefícios em função dos programas de fidelização e acúmulo de pontos, mas é essencial ter cautela para não perder o controle, principalmente quando o usuário possui mais de um carão e faz uso frequente do parcelamento das compras. O consumidor que possui gastos mensais fixos como, por exemplo, aluguel, alimentação, financiamentos, entre outros, deve ficar ainda mais atento na hora de assumir novas dívidas para evitar a inadimplência.

Há um consenso entre os especialistas que o planejamento do orçamento familiar é a melhor maneira de organizar os gastos e evitar o endividamento. Dessa forma, é aconselhável que o consumidor liste em uma planilha todas as despesas fixas, dívidas temporárias e a renda mensal que recebe, além de registrar, diariamente, todos os gatos para acompanhar e gerenciar melhor as despesas. Só assim, poderá saber qual é a sua condição financeira real para assumir ou não mais gastos.

Se você tem dificuldade em usar esse tipo de ferramenta, não se preocupe, pois na internet existem várias instituições que oferecem, gratuitamente, planilhas prontas para os mais variados perfis de consumidores.  Para ajudá-lo nessa tarefa listamos algumas dicas:

Planilha de Planejamento doméstico do Idec: as despesas são registradas  pelo histórico, todas as contas são codificadas e direcionadas para os respectivos grupos automaticamente.  A ferramenta oferece critério para registro de compras com cartão de crédito à vista e parcelado, indicando o comprometimento de renda futura e possui uma planilha exclusiva para compras parceladas no cartão de crédito.

Guia de bolso:  se conecta com suas contas bancárias e cartões de crédito e débito. Você planeja o quanto quer gastar em cada categoria e a ferramenta atualiza automaticamente seus gastos diários, mostra quanto você já gastou e quanto ainda pode gastar para se manter no seu plano. Além disso, faz um diagnóstico sobre a situação financeira do usuário classificando-a em 04 modalidades: em apuros, no limite, poupador e investidor.

 Planilha BM&FBovespa:  reúne em uma única aba do Excel o orçamento de todos os meses do ano. O documento possui um quadro de anotações para investimentos e classifica as despesas em quatro tipos, possibilitando melhor organização dos gastos: fixas (aquelas que têm o montante mensal); variáveis (aquelas que acontecem todos os meses, mas que podemos tentar reduzir); extras (são as extraordinárias, mas que devemos estar preparando para quando acontecerem); e, adicionais (que são aquelas que não precisam acontecer todo mês).

Hábil Pessoal + Veículos:  um software que permite o uso por mais de um membro da família e a utilização em rede.  Oferece opção de controle das contas bancárias, cartões de crédito, além de agenda de contatos e compromissos.  A ferramenta é uma boa opção para o consumidor que possui veículo, registrando gastos com viagens, manutenções pendentes, gráficos, média de km/litro de combustível.  Tem suporte técnico gratuito.

FinanceDesktop: o software possibilita o armazenamento de  todos os seus extratos de banco em formato digital, tem uma ferramenta de imposto de renda para apurar sua tributação em investimentos em ações, agilizando a sua declaração anual, além de um gerenciador de Fundos e  relatórios e gráficos,  permitindo  melhor visualização do que acontece com o seu dinheiro.

É permitida a reprodução parcial ou total deste material desde que citada a fonte.

 

2 comments

    • Prezado (a) leitor(a),
      Estarei de férias de 04 a 28 de junho e, infelizmente, não poderei responder as mensagens que chegarem neste período.
      Sugiro que procure o Procon para receber orientações adequadas. Na primeira página do Portal pode ser encontrada uma lista de Procons de todo o País. http://www.portaldoconsumidor.gov.br/procon.asp
      Até a volta.
      Um abraço,

      Bianca Reis

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s