Inmetro dá dicas para uma compra de produtos seguros no Natal


comprardenatalCom a aproximação do Natal, época de maior consumo no ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) dá as principais recomendações na hora de fazer as compras. Acima de tudo, o consumidor precisa ficar atento para os riscos ao adquirir um produto que esteja fora das especificações técnicas de segurança. A preocupação precisa ser redobrada com os eletrodomésticos e produtos infantis, líderes em relatos dos acidentes de consumo.

“Dados do Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac) mostram que, de 2006 a 2015, os produtos infantis respondem por 13,27 % dos casos, e os eletrodomésticos lideram este ranking, com 17,92 % dos relatos”, alerta Paulo Coscarelli, assessor da Diretoria de Avaliação da Conformidade (Dconf).

Confira as principais recomendações de segurança do Inmetro:

Brinquedos – Produtos comercializados no Brasil, nacionais ou importados, para crianças até 14 anos, devem conter o selo de identificação da conformidade do Inmetro, principal evidência de que o produto passou pelo processo de certificação e está em conformidade com os requisitos técnicos estabelecidos no Regulamento Mercosul. Desde 1992, a certificação de brinquedos é compulsória no Brasil. Os produtos são avaliados em diversos itens de segurança. “Compre o brinquedo em pontos de venda legalmente estabelecidos, jamais em mercado paralelo. Exija Nota Fiscal. É importante observar na embalagem a faixa etária a que o produto se destina, assim como informações sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança. Especial atenção deve ser dada aos casos de crianças de diferentes faixas etárias que brincam juntas. O brinquedo destinado a uma criança mais velha pode apresentar características que, para crianças mais novas, representariam um risco à segurança. Além disso, durante a brincadeira, o ideal é que a criança seja supervisionada por um adulto”, destaca Coscarelli.

Eletrodomésticos – Desde 1º de janeiro de 2013, fabricantes e importadores de eletrodomésticos só podem comercializar produtos que estejam certificados, com requisitos compulsórios de segurança elétrica. Mais de 144 tipos de eletrodomésticos, nacionais e importados, dentre eles alguns campeões de venda como ferros de passar roupa, secadores e pranchas de cabelo, torradeiras, sanduicheiras, encabeçam a lista dos produtos mais relatados no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo e devem ostentar obrigatoriamente o selo de identificação da conformidade do Inmetro no produto ou embalagem. É importante que o consumidor, antes de usar o produto, leia atentamente as instruções que o acompanham, pois nelas estão contidas orientações e cuidados que devem ser tomados para minimizar o risco de que acidentes de consumo aconteçam.

Pisca-pisca – No Brasil, as luminárias natalinas são regulamentadas pela Portaria Inmetro Nº335/11. Elas não são certificadas, não há o “selo do Inmetro”, mas devem atender aos requisitos obrigatórios e, portanto, só podem ser comercializadas com as informações em português, como: tensão; corrente; potência máxima do conjunto; e o nome, marca ou logomarca do fabricante ou importador, bem como se o produto pode ser instalado em ambientes externos ou se só pode ser utilizado em ambientes internos. Não respeitar essa indicação de uso pode aumentar o risco de acidentes, como incêndios, por exemplo, no caso de um curto-circuito. Além disso, os produtos só podem ser comercializados com o plugue que atenda ao padrão brasileiro.
Fonte: Assessoria de Imprensa do Inmetro.

4 comments

  1. Boa tarde!!!!!!
    Me chamo Kelly eu coloquei minha filha em uma escola partícula, aonde ela entrou no dia 2/03/2015 paguei um mensalidade antecipada junto com a matrícula, paguei o mês de férias normal e quando foi agora no final do mês de novembro minha filha começou a reclamar da escola chorrar todos os dias e não querer mas entra na escola,perguntei p ela s houve alguma coisa e ela falou que os amiguinhos estão batendo nela,fui a direção e ela me informou que não aconteceu nada,mas como minha nao parou de chorar então resolvi tira la da escola,só que a escola está me comprando o mês de dezembro no qual ela não está estudando, eu sou obrigado a pager este mês……

    • Considerando que escolas cobram uma anuidade ou semestralidade, dependendo do segmento escolar, sim. Mas sugiro que verifique o contrato que assinou e, caso sua dúvida persista, procure o Procon mais próximo de seu município. Na primeira página do Portal pode ser encontrada uma lista de Procons de todo o País.
      Abçs
      Bianca Reis

  2. A menos de tres meses comprei um celular da motorola moto g pois bem com quinze dias caui do sofa encima do tapete portanto uma queda minima mas q deu um trincado na tela .dois meses depois fui recarregar e ele asionou modo de segurança e n faz mas nada .levei na autorizada pois n tem nem tres meses tana garantia poie bem me dizeram groseiramente q por eu ter trincado a tela perdi totalmente a garantia mas q seu eu fizese a troca da tela com eles o aparelho voltava a ter garantia revoltante isso mas ainda o valor da tela 400 reais. Isso esta correto podem fazer isto

    • Infelizmente, não tenho conhecimento suficiente sobre o tema para lhe ajudar. Conforme já expliquei para outros leitores, sou uma jornalista e não advogada especialista em direito do consumidor ou em qualquer outra área do direito. Dessa forma, meu conhecimento é bastante restrito.
      Sendo assim, sugiro que procure apoio jurídico. Você pode buscar atendimento gratuito em postos de atendimento jurídico encontrados nas universidades que possuem curso de Direito ou no Procon mais próximo de sua residência. Na primeira página do Portal pode ser encontrada uma lista de Procons de todo o País. http://www.portaldoconsumidor.gov.br/procon.asp

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s