Imóvel para temporada: seis dicas para evitar ciladas


Resultado de imagem para aluguel de temporada

Com a proximidade das Olimpíadas e das férias escolares um número grande pessoas tem optado por alugar um imóvel por temporada. Muitos consideram casas e apartamentos opções mais econômicas para família ou grupo de amigos, quando comparadas aos hotéis, além de proporcionarem mais liberdade. Mas é importante ficar atento, pois a solução para curtir dias de descanso pode se tornar uma tremenda dor de cabeça se alguns cuidados simples não forem tomados.

Listamos abaixo seis passos que não devem ser esquecidos:

1– Planejamento – Escolha o lugar de acordo com suas expectativas. Lembre-se que a antecedência significa tranquilidade e também economia, já que os imóveis ficam cada vez mais caros conforme a proximidade das férias e das olimpíadas.

2 – Localização –  Quem mora em metrópoles ou no interior se esquece de avaliar como fica uma cidade litorânea durante a alta temporada. Mercados, bancos e shoppings vivem cheios, além de ficarem concentrados numa área muitas vezes afastada da praia em que a casa foi alugada. Sendo assim, prefira imóveis que tenham comércio na redondeza.

3 – Estado do imóvel – Antes de fechar o negócio, o ideal é visitar o local para checar as instalações. Assim, é possível verificar todos os detalhes e garantir que o imóvel está de acordo com o indicado em contrato. Como na maioria dos casos é impraticável se deslocar até a cidade de destino com antecedência, a contratação de um corretor pode ser uma boa alternativa, pois o profissional avaliará as condições da estadia.

4 – O que avaliar – Confira instalação elétrica e hidráulica – principalmente o esgoto, que costuma entupir pela presença de areia de praia – e o estado das paredes para identificar se existem infiltrações. Utensílios domésticos e móveis também merecem atenção.

5– Contrato – É imprescindível que seja feito um contrato de locação temporária. Os cuidados devem ser os mesmos de um contrato comum, sendo preciso ler cada linha com atenção. Lembre-se que é comum a exigência de uma garantia de pagamento, como cheque-caução ou seguro fiança. Contudo, é contra lei exigir mais de uma garantia para o mesmo imóvel.

6– Surpresas – Se ocorrer de algum item do contrato ou vistoria ser desrespeitado, indica-se entrar em contato com o corretor ou locatário imediatamente para evitar complicações. A dica é fazer uma pequena checagem do imóvel logo ao entrar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s