Confira alguns cuidados para evitar acidentes com carrinho de bebê, canguru e bebê-conforto


Fonte: O Globo

Cresce número de lesões por acidentes com carrinhos de bebê nos EUA

 

Em 20 anos, 360 mil crianças foram atendidas por ferimentos associados a estes produtos com o uso de cangurus ou carrinhos de bebê , segundo revela um estudo publicado nesta quarta-feira, no site da revista na revista Academic Pediatrics. No geral, mais de 360 mil crianças com idades entre cinco ou mais jovens foram parar nas emergências devido a esse tipo de lesão entre 1990 e 2010, o que, segundo o estudo, representa mais de 17 mil acidentes por ano. Muitas dessas lesões aconteceram quando as crianças caíram do carrinho ou do canguru. De acordo com artigo publicado no site do LiveScience, houve também um aumento acentuado na proporção de concussões e lesões cerebrais ligadas a estes produtos. Os pesquisadores usaram uma base de dados nacional de atendimentos de emergência para procurar lesões associadas a carrinhos de bebê, cadeirinhas portáteis e cangurus.
“Embora estes produtos sejam utilizados com segurança pelas famílias todos os dias, quando os ferimentos ocorrem, eles podem ser bastante graves”, afirmou o co-autor do estudo Kristi Roberts, pesquisador do The Center for Injury Research and Policy, do Hospital Infantil Nationwide, em Ohio. “A maioria das lesões que vimos foram ferimentos na cabeça, o que é assustador, considerando o fato de que as lesões cerebrais traumáticas e concussões em crianças pequenas pode ter consequências a longo prazo sobre o desenvolvimento cognitivo.”

Além disso, a taxa de lesão cerebral traumática e concussões aumentou durante o período do estudo, passando de 19%, em 1990, para 42%, em 2010,no caso dos carrinhos, e de 18% para 53%, no caso dos cangurus e cadeirinhas portáteis. Cerca de dois terços das lesões em ambos os casos aconteceu quando a criança caiu do produto. Cerca de 16% dos ferimentos ocorreu quando o carrinho virou, 9% quando a criança tropeçou e 5% quando esta teve a perna ou o braço preso no carrinho. No caso dos cangurus e cadeirinhas, quase 30% dos ferimentos aconteceram quando o produto virou ou foi derrubado.

Embora a maioria das crianças tenha ido para para casa logo depois de serem atendidas na emergência, cerca de 7% que apresentaram lesões relacionadas aos cangurus e 2% aos carrinhos tiveram que ser hospitalizadas.

Para reduzir o risco de lesões carrinho de criança ou relacionadas com o transportador, os pesquisadores listaram as seguintes recomendações:

— Certifique-se de que a criança está sempre sentada e devidamente colocada na unidade. Siga as instruções do produto para proteger a criança no carrinho ou nos cangurus, bebês-conforto e cadeirinhas.

— Evite pendurar objetos pesados, tais como bolsas ou sacolas sobre as alças dos carrinhos, porque isso pode fazer com que tombe

— Certifique-se de que seu filho não excede o limite de peso indicado no produto

— Trave as as rodas do carrinho quando este estiver “estacionado”

— Mantenha os beb~es-conforto no chão. Evite colocá-los em lugares altos, como em cima de uma mesa, o que aumentaria a altura da queda

—Não deixe que uma criança empurre o carrinho de bebê

— Certifique-se de que seu carrinho, canguru ou bebê-conforto não passou por uma campanha de recall.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s