Está superendividado? Saiba o que pode ser feito para contornar o problema


Suas dívidas ultrapassam mais da metade do seu salário? Tem atrasado o pagamento de suas contas básicas? Fique atento, pois você pode estar superendividado.

Atualizada em: 13/10/2016

Facilidades para parcelar compras e o crédito fácil levaram muitas pessoas a contrair dívidas que ultrapassam a sua real capacidade financeira de consumo, gerando um descontrole financeiro. Quem já viveu essa experiência sabe como é difícil contornar a situação e zerar o saldo devedor. Por conta disso, o Portal do Consumidor selecionou cinco dicas baseadas no Boletim Informativo do Procon-SP para ajudar os endividados a sair do vermelho.

Reconheça que está superendividado:

O primeiro passo é justamente reconhecer que gastou muito além do que deveria. Muitos consumidores não percebem a gravidade do problema e acabam contraindo novas dívidas. Dessa forma, é preciso adequar seus gastos ao valor do seu salário, efetuando primeiramente o pagamento das despesas domésticas, como água, luz, aluguel, entre outras.

Evite compras desnecessárias:

Ao longo do mês faça uma lista com o que realmente necessita, começando pelos itens de maior necessidade até os de menor importância. Ao comprar algo, pense se realmente precisa do item.

É importante ter cuidado com armadilhas do tipo “compre agora e pague daqui a 3 meses”. Pode ser que, quando todas as contas chegarem, você não tenha como pagá-las.

Opte por pagamentos à vista:

Evite ao máximo fazer compras utilizando cartões de crédito. Adquira o hábito de pagar à vista. O aconselhável é guardar o cartão de crédito em casa, para não utilizá-lo. Busque as lojas que dão desconto para os consumidores que compram em dinheiro.

Reserve uma parte do salário para qualquer imprevisto:

Mesmo em uma situação de superendividamento, é recomendável fazer uma reserva de um valor mensal do seu salário para gastos com qualquer imprevisto que possa aparecer. Vale lembrar, que esse dinheiro deve ser gasto apenas com emergências, sendo reposto na primeira oportunidade.

Renegocie suas dívidas:

Faça um cálculo para saber qual o valor poderá ser destinado para renegociar suas dívidas. Caso verifique que não será possível arcar com as parcelas propostas, não aceite a negociação, pois isso poderá lhe causar prejuízos ainda maiores. Mesmo que você fique negativado com alguns credores é importante pensar que as dívidas serão pagas aos poucos, com planejamento, jamais com o comprometimento do seu sustento e o de sua família.

Se desesperar não resolve o problema. Faça tudo o que for possível, no tempo necessário, evitando ao máximo contrair novas dívidas. Foco, organização e planejamento integram o melhor caminho para sair dessa situação de endividamento. Só será possível readquirir o controle financeiro e eliminar o superendividamento com calma e paciência.

One comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s